HomeReleasesAbadás – Moda que invade festas vestindo pequenos negócios com oportunidades – SEBRAE

Abadás – Moda que invade festas vestindo pequenos negócios com oportunidades – SEBRAE

sebrae_abada-01

O tecido é a forma mais interessante de se capitalizar com sublimação visto que compra-se por quilo e vende-se por metro, é justamente esta fração que torna o processo extremamente lucrativo.

Pense a respeito, independentemente do tamanho do seu negócio, o tecido em forma de mini almofada em um chaveiro como lembrancinha ou centenas de abadás para o carnaval 2014 é sempre um bom negócio!

No dia 15 de janeiro este boletim do SEBRAE trouxe algumas informações interessantes para nossos amigos e profissionais da sublimação.

Moda que invade festas vestindo pequenos negócios com oportunidades

Sempre que ocorrem festas e eventos que atraem grandes públicos, há um aquecimento nos negócios voltados para abadás. Hoje, no calendário de 2014, faltam quarenta e três dias para o Carnaval e menos de 150 para a Copa do Mundo. São dois grandes eventos agitando imensamente a agenda festiva do país e despertando interesse para um novo negócio ou para expandir a produção e venda em negócios já existentes.

Abadás são produtos com demandas asseguradas, que são diretamente proporcionais ao número de turistas e viajantes que circularão pelo país. Tanto neste como nos próximos anos, considerando o grande número de festividades que serão realizadas no Brasil, abadás têm demanda assegurada durante todo o ano, inclusive fora do mercado turístico: uma das principais razões para acompanhamento do calendário de festas e eventos da área de atuação do negócio.

Concebidas inicialmente pelas bandas de carnaval da Bahia, os abadás passaram a substituir a chamada mortalha – túnica que deixava os foliões à vontade para aproveitarem a festa com mais liberdade de movimentos. Atualmente, é muito usual o abadá ser produzido na forma de uma camiseta-ingresso, estampada e estilizada.

As festas que se multiplicam pelo país usam a camiseta como forma de comprovação de compra e pagamento do ingresso e também para embelezar a festa. Ocasiões em que o uso do abadá é obrigatório, pois atesta a regularidade da presença da pessoa que o usa durante o evento.

São peças que unem elementos como iconografia e criatividade, uma vez que ao longo do tempo as mulheres passaram a personalizar a sua camiseta de malha original, transformando-a em uma peça mais fashion e até mesmo em um artigo de luxo com cortes especiais e ousados, aplicando renda, pérolas, flores, coletes de renda, paetês e lantejoula. Por isso, hoje, não basta um simples modelo mais curto ou uma camisetinha. O que se vê é um festival de elaboração das camisetas, cujo processo de customização é amplamente ensinado na internet e inclui tanto a proposta do “faça você mesma” como a de comercialização de serviços específicos para a reforma de abadás.

sebrae_abada-06

Vai empreender essa ideia?

Procure orientação especializada no SEBRAE de seu estado. A maioria das empresas que atuam no segmento é de pequeno porte. Daí a necessidade de se oferecer produtos de boa qualidade e preços competitivos, afastando-se de uma possível concorrência predatória de empresas informais que oferecem produtos baratos e de péssima qualidade.

Leia mais sobre essa oportunidade de negócio em Abadás e Moda Étnica logo abaixo. está é uma Publicação do SEBRAE 2014 que oferece visão estratégica da atividade, apresentando conceitos e informações relativas a processo produtivo, mercado, marketing e vendas, canais de comercialização, estrutura, localização, equipamentos, tecnologia, necessidade de pessoal, custos e capital de giro, fonte de recursos, planejamento financeiro, legislação, cursos, eventos e sites com informações de interesse do empreendedor.

sebrae_abada-07

Os abadás são camisas de malha com identidade dos produtores e patrocinadores de festas e grandes eventos, de uso obrigatório pelos frequentadores, pois servem como comprovante do pagamento do ingresso, devendo ser usado durante todo o evento. Depois disso, serão usados como lembrança dos momentos agradáveis vividos pelos seus compradores.

A realização de festas e grandes eventos será bastante intensificada nos próximos anos, por conta da intensa movimentação de turistas e viajantes durante a realização dos megaeventos da FIFA, o que certamente irá contribuir para uma maior demanda de abadás. 

Este material faz parte da Série Ideias de Negócios para 2014, que tem como objetivo explorar oportunidades para que os Pequenos Negócios se apropriem dos investimentos programados para os megaeventos que ocorrerão no Brasil, bem como para o maior volume de movimentação econômica antes, durante e após esses eventos.

Este material não substitui a elaboração de um Plano de Negócio. As informações contidas aqui fazem parte de pesquisas e entrevistas com especialistas e empreendedores, com o objetivo de oferecer uma visão estratégica da atividade de Produção de Abadás e Moda Étnica.

A decisão de investir em determinada atividade exige uma análise mais aprofundada de informações e alternativas com o intuito de diminuir os riscos e incertezas. Quando são realizadas projeções, para aumentar a precisão da análise, são consideradas variáveis como tamanho de mercado, preços, custos de capital, custos operacionais, entre outras.

Caso o empreendedor decida promover investimentos neste ou em qualquer ramo de atividade, sugere-se que seja elaborado um Plano de Negócio e que o mesmo procure orientações na unidade do Sebrae mais próxima da sua região.

Serão apresentados conceitos e informações relativas a processo produtivo, mercado, marketing e vendas, canais de comercialização, estrutura, localização, equipamentos, tecnologia, necessidade de pessoal, custos e capital de giro, fonte de recursos, planejamento financeiro, legislação, cursos, eventos e sites com informações de interesse do empreendedor. 

sebrae_abada-08

OportunidadeProdução de Abadás e Moda Étnica
Produto PrincipalCamisas de malha estampada
SetorModa
FunçãoVestuário
ÁreaCostura
AtividadeUnião de componentes utilizando técnicas mecânicas
Atividades RelacionadasEstamparia artesanal
Código CNAE 2.013.54-5
Descrição CNAE 2.0Fabricação de tecidos especiais, inclusive artefatos

sebrae_abada-09

Geral: Os abadás são camisas de malha com identidade dos produtores e patrocinadores de festas e grandes eventos, de uso obrigatório pelos frequentadores, pois servem como comprovante do pagamento do ingresso, devendo ser usado durante todo o evento. Depois disso, serão usados como lembrança dos momentos agradáveis vividos pelos seus compradores. A realização de festas e grandes eventos será bastante intensificada nos próximos anos, por conta da intensa movimentação de turistas e viajantes durante a realização dos megaeventos da FIFA, o que certamente irá contribuir para uma maior demanda de abadás.

Tendências e Oportunidades:

  • Economia e segmento em expansão: A Copa do Mundo da FIFA 2014 e Olimpíadas Rio 2016 irão contribuir para a criação de múltiplos eventos paralelos que deverão atrair visitantes ávidos por atividades que preencham o tempo disponível entre os jogos.
  • Crescimento do fluxo de turistas: Serão mais de 3,7 milhões de pessoas viajando pelo Brasil em 2014, incluindo mais de 600 mil turistas internacionais, gerando uma demanda natural para a realização de grandes festividades, com necessidade de comprovação do pagamento de ingressos através do uso de abadás.

Clientes:

  • Cliente: Empresas ou instituições organizadoras de festas e eventos.
    • Negócios também podem ser feitos diretamente com organizações privadas, públicas e religiosas responsáveis pela realização de eventos e encontros especiais, em que haja necessidade de melhor identificação dos participantes.
    • O usuário do abadá: Habitantes dos locais onde as festas e eventos são realizados, além de turistas e viajantes brasileiros que estarão circulando pelo país durante os eventos esportivos.

Produtos e Serviços Demandados:

  • Item de festa: O uso do abadá se espalhou por todo o país pela sua praticidade e beleza, sendo agora utilizados em todos os eventos carnavalescos ou festivos que são realizados pelo país durante todo o ano.
  • Critérios de qualidade exigidos pelo mercado: A maioria das mulheres submete o produto a um intenso processo de personalização, com cortes especiais e inclusão de outras partes, principal razão para que os promotores de bandas, clubes carnavalescos, festas e grandes eventos exijam que os produtos sejam fabricados com malhas de boa qualidade, em diversos modelos e tamanhos.
  • Cultura local: A iconografia com os temas da festa e imagens dos seus patrocinadores são detalhes importante que agregam valor e utilidade ao produto.
  • Outras demandas: Empresas desse segmento também recebem solicitações de camisas com estampas para eventos empresariais, esportivos, políticos e de movimentação social.

Concorrência:

  • Concorrentes: A maioria das empresas que atuam nesse segmento é de pequeno porte. Daí a necessidade de se oferecer produtos de boa qualidade e preços competitivos, afastando-se de uma possível concorrência predatória de empresas informais que oferecem produtos baratos e de péssima qualidade.

Dicas do Especialista:

As estimativas de demanda para abadás são diretamente proporcionais ao número de blocos carnavalescos e de outras agremiações festivas existentes em uma cidade, ao calendário de festas e eventos que são realizadas e ao número de turistas e viajantes que circularão em nosso país nos próximos anos.  

sebrae_abada-10

Plano de negócios e investimentos em divulgação

O plano de negócios é uma ferramenta muito importante para o sucesso de qualquer empresa. É através dele que o fabricante de camisas de malhas utilizadas como abadás, ou fabricadas com motivos étnicos para uso em festas e eventos, irá definir melhor os seus objetivos frente às inúmeras oportunidades de negócios existentes com a realização dos megaeventos esportivos no país.

Para mais informações e orientações, o empresário poderá acessar o Click Marketing do Sebrae

Através da elaboração desse plano, ele poderá avaliar melhor a sua situação a partir de um conhecimento mais detalhado do potencial de mercado, capacidade de produção, metas de vendas e recursos disponíveis, estabelecendo ações e posicionamentos mais adequados na sua comunicação e no seu relacionamento com fornecedores, parceiros, representantes comerciais, revendedores varejistas e clientes diretos.

Calendário de eventos

Sempre que ocorrem festas e eventos que atraem grandes públicos, há um aquecimento nos negócios voltados para abadás. Dessa forma, o empreendedor deverá estar sempre atento ao calendário de eventos que ocorrem durante todo o ano na região onde ele pretende atuar, como forma de definir os padrões dos produtos que pretende comercializar e de planejar melhor a sua produção em cada momento.

A alta estação turística da Copa do Mundo da FIFA 2014 e das Olimpíadas Rio 2016 são momentos importantes nesse calendário.

Comunicação via internet

É bastante interessante que o fabricante de abadás mantenha página na internet. Os organizadores de festas e eventos estão cada vez mais conectados, pesquisando fornecedores e comparando preços, condições e características dos produtos e serviços demandados.

As redes sociais são utilizadas para elogiar e criticar as suas experiências, exigindo dos seus fornecedores mais vantagens e novas formas de interação e relacionamento.

A internet consolida-se como o principal canal de comunicação nas relações de empresas com outras empresas e com consumidores finais. Pesquisas recentes indicam que mais de 90% das empresas brasileiras já utilizam a internet como um canal de compras e reposição de estoques.

Comunicação com clientes e consumidores finais

A comunicação direta é muito importante. A realização de pesquisas para ouvir revendedores e clientes diretos permitirá o acesso a informações mais precisas sobre o mercado. A partir daí, será possível diferenciar seus produtos, apresentar soluções personalizadas para atender cada um dos seus clientes, desenvolver design atualizado, acompanhar as tendências da moda, inovar nos modelos, materiais, acabamentos, cores e temáticas locais. Todos esses aspectos são diferenciais importantes na comercialização de abadás para o mercado de festas e eventos.

Equipe de vendas & Comunicação direta com os clientes

A equipe de vendas é um canal importante para promoção da empresa e seus produtos e para manutenção de um canal aberto de comunicação com clientes.

Os Pequenos Negócios devem dar maior atenção ao seu quadro de vendas, seja formando uma equipe própria ou buscando representantes comerciais especializados no setor.

sebrae_abada-11

Tendências e Oportunidades

O calendário de festas e eventos no país deverá ser bastante diversificado durante a realização da Copa do Mundo da FIFA 2014 e das Olimpíadas Rio 2016. São esperados 600 mil visitantes estrangeiros no Brasil, durante esses megaeventos esportivos. E mais de 3,1 milhões de brasileiros estarão viajando pelo país ao longo dessas competições. Todo esse pessoal estará visitando pontos turísticos, participando de festas e eventos populares e comprando lembranças dos locais por onde passa.

O desenvolvimento do hábito de viagem pelo brasileiro, decorrente do crescimento da sua renda pessoal, é outro fator que tem contribuído para o crescimento do turismo doméstico em nosso país, gerando novas demandas por produtos e serviços, entre os quais estão incluídos a sua participação em festas regionais, eventos das mais diversas naturezas e cordões das bandas de carnaval.

Segundo dados oficiais, o governo brasileiro irá investir mais R$ 20 bilhões objetivando a realização Copa do Mundo FIFA 2014. São recursos direcionados para 65 destinos indutores do turismo em nosso país, incluindo as 12 cidades-sede, em projetos de infraestrutura, qualificação profissional dos trabalhadores do setor e reforma dos parques hoteleiros. Os investimentos contemplam ainda a promoção da imagem do país no exterior.

A atividade de venda de produtos e serviços ligados ao turismo é influenciada diretamente pelo número de desembarques locais. Nesse sentido, as expectativas são extremamente positivas, estimando-se que a economia do país terá um incremento de mais de R$ 183 bilhões até 2019. Nesse contexto, é realmente importante que o pequeno empresário fique atento ao surgimento de novas e grandes oportunidades que surgirão a partir de um intenso calendário de festas e eventos durante a Copa do Mundo da FIFA 2014 e das Olimpíadas Rio 2016.

Clientes

O turismo doméstico teve um crescimento de 6,5% em 2011, movimentando US$ 130 bilhões. Enquanto isso, o turismo internacional em nosso país movimentou apenas US$ 7 bilhões de dólares.

Esses números demonstram que o turista que viaja pelo Brasil ainda é essencialmente brasileiro. E o brasileiro gosta de festa e de carnaval. Mas o turista também gosta. As projeções para realização de festas e eventos durante os grandes eventos esportivos são bastante otimistas, o que deverá gerar uma demanda adicional significativa para os abadás.

A necessidade de conhecer melhor o perfil do turista que visitará o país durante os megaeventos esportivos, levou o Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a realizar uma pesquisa com aqueles que foram à Copa do Mundo de 2010 na África do Sul. Acredita-se que o perfil dos visitantes que virão ao Brasil é semelhante.

Constatou-se que 83% são homens, 70% têm entre 25 e 44 anos, 60% solteiros e 86% concluíram, no mínimo, o curso superior. 87% pagaram a viagem com recursos próprios e gastaram em média R$ 11,4 mil, sem contar as despesas com passagem. Entre os seus principais gastos estão alimentação e bebidas, hospedagens, transporte local e bilhetes para os jogos. 52% afirmaram que realizariam algum gasto com compra de presentes e lembranças. Esses turistas, que pernoitaram em média 17,6 vezes na África do Sul, possuem renda familiar média de R$ 23 mil. 83% deles afirmaram que iriam fazer turismo adicional, ou seja, realizar atividades não relacionadas ao evento esportivo. Vale ressaltar que quem fez turismo adicional ficou, em média, três dias a mais no país africano. 69% hospedaram-se em hotéis e pousadas e 87% estavam pela primeira vez no país.

A pesquisa também revela que cada turista visitou, em média, 3,8 cidades sul-africanas. Entre os entrevistados, 92% sabiam que o Brasil seria a sede da próxima Copa e 20% deles já haviam visitado o nosso país.

Condições exigidas pelos compradores

Os compradores geralmente valorizam critérios de qualidade bem específicos, tais como:

  • Conformidade dos produtos no momento da entrega, com características exatamente idênticas aos padrões exigidos durante a negociação.
  • Pontualidade e cumprimento dos prazos de entrega, para que não haja risco de desabastecimento, principalmente nos períodos de grande demanda.

Produtos e Serviços Demandados

As oportunidades para produção e venda de abadás durante as festas que serão realizadas em paralelo aos eventos da FIFA no Brasil são muito grande.

O produto, concebido inicialmente pelas bandas do carnaval da Bahia, passou a substituir a chamada mortalha, túnica que deixava os foliões à vontade para aproveitarem a festa com mais liberdade de movimentos.

O abadá é atualmente uma camiseta-ingresso, estampada e estilizada, usada em eventos de todo o Brasil. As festas que se multiplicam pelo país usam a camiseta como forma de comprovação de compra e pagamento do ingresso e também para embelezar a festa. O uso do abadá é obrigatório, pois atesta a regularidade da presença da pessoa que o usa durante o evento.

Foi melhorando a qualidade que o abadá passou a ser vendido como ingresso e a ser customizado pelos seus compradores. As mulheres costumam personalizar a sua camiseta de malha original, transformando-a em uma peça mais fashion e até mesmo em um artigo de luxo com cortes especiais e ousados e aplicações de renda, pérolas, flores, coletes de renda, paetês e lantejoula. Hoje, não basta um simples modelo mais curto ou uma camisetinha. O que se vê é um festival de criatividade na elaboração da camiseta, cada uma mais elaborada que a outra.

E os turistas sempre demandam produtos e serviços que lhe proporcionem prazer e satisfação e que sirvam como recordações dos bons momentos vividos em suas viagens. Em geral, eles procuram lembranças que estreitem sua relação com a cidade, o país, os locais visitados e as experiências vividas. O abadá certamente será uma dessas lembranças significativas.

Licenciamentos de Marcas

Os promotores de festas e eventos certamente irão trabalhar com abadás que incluam imagens licenciadas e não licenciadas. A diferença entre as duas é que as primeiras estão sujeitas ao sistema brasileiro de proteção de marcas, que é o mecanismo legal que autoriza ou cede o direito de utilização da marca ou da imagem para reprodução e exploração comercial.

Durante a realização da Copa do Mundo da FIFA 2014, muitos desses promotores certamente irão também usar produtos com imagens licenciadas pela organização do evento.

Dessa forma, o empresário deverá analisar com bastante atenção essa oportunidade de negócios, procurando a empresa credenciada pela FIFA para comercialização do direito de uso das suas imagens.

O Programa de Proteção às Marcas (PPM) determina que as marcas e imagens da FIFA só podem ser utilizadas por patrocinadores da Copa do Mundo e outros parceiros, com autorização prévia. Se você optar por não buscar o licenciamento da FIFA, cuide para não utilizar as marcas e designs oficiais já registrados por esta.

sebrae_abada-05

Marcas da FIFA

As marcas FIFA, Copa do Mundo, Copa 2014 e Brasil 2014 pertencem à Federação Internacional de Futebol e estão todas devidamente registradas. Também são de propriedade intelectual da FIFA os designs (sejam eles registrados ou não) e os direitos autorais de obras artísticas como o Pôster Oficial, o Emblema Oficial, a Mascote, o Troféu, a Tabela de

Jogos e a Identidade Visual das Competições. Todas essas imagens já estão devidamente registradas e se beneficiam do sistema brasileiro de proteção de marcas, mecanismo legal utilizado para autorização ou cessão do direito de utilização de marcas ou de imagens para reprodução e exploração comercial.

A empresa licenciadora e as condições de licenciamento

A empresa Globo Marcas é a Master licenciadora oficial da FIFA para o Mundial 2014, sendo a responsável por avaliar os projetos de fabricação de produtos oficiais, obter a aprovação da FIFA e conceder as licenças para a produção e comercialização de produtos com o selo da Copa em canais também previamente avaliados e aprovados.

A empresa oferece com exclusividade ao mercado as diversas oportunidades de licenciamento de produtos em diversas categorias, inclusive camisas, e garante a distribuição desses produtos a todo o Brasil e a todos os públicos, por meio de canais independentes de varejo, lojas oficiais e loja virtual.

O licenciamento deve atender a alguns pré-requisitos, tais como: os produtos devem ser direcionados para todos os públicos; ter uma boa relação qualidade x preço justo; e a empresa deve ter capacidade e flexibilidade produtiva, além de capacidade de cumprir prazos no seu processo de suprimento e distribuição.

As principais condições do licenciamento incluem, entre outras, as seguintes exigências: a empresa licenciada não pode colocar sua marca, apenas seu nome na etiqueta; não haverá exclusividade para o uso das propriedades licenciadas; serão cobrados royalties mensais sobre as vendas líquidas realizadas; deverá ser pago um valor mínimo, garantido em parcelas.

Obtenha mais informações acessando o site da Globo Marcas: www.globomarcaslicenciamento.com.br ou entre no link http://www.globomarcaslicenciamento.com.br/entre-em-contato/ para agendamento de contatos.

A orientação do SEBRAE

O Sebrae vem apoiando as empresas interessadas no processo de licenciamento que estejam localizadas em umas das 12 unidades da federação com cidades-sede na Copa de 2014. Em parceria com a Globo Marcas, reunirá as empresas e projetos que estão dentro do padrão para o licenciamento e apresentará propostas de produção e venda ou de ponto de venda.

Para participar, o empresário deve procurar uma unidade do Sebrae mais próxima ou enviar um e-mail para sebrae2014@sebrae.com.br.

Empresas sem licenciamento

Uma empresa não patrocinadora da Copa 2014 não pode fazer uso das marcas, designs e identidade visual registrados pela FIFA. Quem não é patrocinador da Copa 2014 não pode, por exemplo, utilizar o logotipo do evento em um folder, publicidade, ou em seus produtos. Se fizer uso sem a autorização da FIFA, pode vir a ser acionado judicialmente.

Mas as empresas sem licenciamento da FIFA poderão vender, legalmente, produtos que utilizem cores e bandeiras de outros países, sem fazer referência a logos e marcas dos produtos oficiais. Produtos que contenham termos gerais relacionados ao futebol, ao Brasil ou qualquer outro país participante não infringem os direitos da FIFA, desde que não sejam usados juntamente com símbolos, elementos visuais e/ou referências à Copa do Mundo da FIFA.

Concorrentes

As vendas de abadás são feitas diretamente aos clubes carnavalescos e aos promotores das festas e eventos e produzidas de acordo com especificações e estampas específicas, identificadoras das festas e eventos.

Muitas empresas que já fabricam camisas de malhas estampadas com motivos iconográficos estão se preparando para aproveitar as grandes oportunidades de negócios com abadás que irão surgir nos próximos anos.

Grande parte das empresas que já atuam nesse segmento é de pequeno porte. Daí a necessidade de se oferecer produtos de boa qualidade e preços competitivos, afastando-se da possível concorrência predatória de empresas informais que oferecem produtos baratos e de péssima qualidade.

Fornecedores

Na cadeia de valor das empresas produtoras de abadás e camisas de malhas estampadas com motivos iconográficos, existe uma extensa gama de fornecedores que podem ser reunidos e classificados nos seguintes grupos:

  • Fabricantes e revendedores de máquinas, equipamentos e ferramentas utilizadas no processo industrial.
  • Fabricantes e revendedores de computadores, material de informática e outros materiais utilizados na operação administrativa e gestão dos negócios da empresa.
  • Fabricantes, distribuidores e atacadistas de tecidos, aviamentos, embalagens, etiquetas e insumos para confecção, acondicionamento, armazenagem, transporte e exposição do produto no ponto de venda do revendedor.
  • Fabricantes e revendedores de produtos para limpeza, manutenção e apoio na operação industrial.
  • Empresas de transporte.
  • Facções, ou fornecedores terceirizados do processo industrial, que podem fornecer serviços de corte, de costura, bordados, estamparia, lavandaria, tinturaria e outros.

A necessidade de reduzir custos é sempre uma prioridade para os Pequenos Negócios, por conta das fortes limitações materiais que os levam a ter custos unitários maiores.

Dessa forma, as parcerias com seus fornecedores, e até mesmo com alguns concorrentes, são muito importantes para obtenção de vantagens e informações de base tecnológica.

Iniciativas coletivas para aumento da competitividade empresarial são recomendadas para qualquer pequeno empresário, com o objetivo de reduzir os custos, obter maior especialização técnica e diminuir os riscos de produção.

sebrae_abada-12

Equipe de vendas e atendimento

As vendas geralmente são feitas diretamente aos clubes carnavalescos e aos promotores das festas e grandes eventos. Dessa forma, o atendimento a esses clientes é feito pessoalmente pelo pequeno empresário, por vendedores da sua equipe de pessoal ou por representantes comerciais.

Esses compradores valorizam critérios de qualidade bem específicos, tais como conformidade dos produtos no momento da entrega, com características exatamente idênticas aos padrões exigidos durante a negociação, e cumprimento dos prazos de entrega, para que não haja risco de atrasos que venham prejudicar a comercialização dos ingressos para os eventos.

Vendas diretas

As vendas também podem ser feitas diretamente a organizações religiosas, políticas, esportivas, educacionais, empresariais ou de outra natureza, responsáveis pela realização e coordenação de grandes eventos. Nesses casos, as camisas de malha com iconografia do evento, padronizam a apresentação, destacam o encontro e ajudam a identificar os seus participantes entre outros grupos.

Vendas pela internet

A internet é um excelente canal de vendas para abadás. Dessa forma, a manutenção de um site com informações sobre a empresa e seus produtos é sempre recomendável.

A empresa poderá acessar empresas organizadoras de eventos por meio da internet e oferecer para eles produtos e soluções personalizadas. Mas o fechamento do negócio certamente irá exigir um contato pessoal.

Dificilmente, um novo cliente será conquistado por meio da internet ou por telefone. A negociação pessoal é fundamental em todos os casos de conquista de novos clientes

Vendas iniciais

Vendas iniciais devem ser negociadas diretamente pelo empresário, sua equipe de vendas ou representantes comerciais credenciados pela empresa.

sebrae_abada-13

A definição sobre a estrutura física de um produtor de abadás deve levar em consideração a otimização de todo o processo operacional, visando principalmente a redução dos custos.

Instalações físicas

A prática tem demonstrado que Pequenos Negócios produtores de abadás e camisas de malha geralmente se instalam em galpões que disponham de espaço suficiente para acomodar todo o seu processo produtivo, incluindo áreas para estoque de tecidos e outros materiais, risco das peças, enfesto dos tecidos, corte, recolhimento de resíduos, estamparia, preparação para a costura, costura, limpeza da peça, passadoria, embalagem, estoque dos produtos fabricados e expedição.

Os principais problemas no layout estão relacionados à área especial de criação e desenvolvimento de produtos e a outra área para o planejamento, encaixe e risco das peças a serem produzidas.

O Sebrae disponibiliza, em seu site, o manual Gestão do Processo Produtivo – Têxtil e Confecções, que explica detalhadamente todas as etapas na produção de confecções.

Insumos estratégicos

O local deve dispor de fornecimento de água potável de boa qualidade e energia elétrica estável. Também é essencial que haja condições para acesso de veículos de carga de pequeno e médio porte para recepção de matérias-primas e outros materiais, além da coleta e entrega dos produtos acabados.

Escritório

O espaço disponível também deve acomodar a gerência do empreendimento, o pessoal de apoio administrativo, além de áreas de apoio e de recepção dos clientes.

Os Pequenos Negócios desse ramo de atuação necessitam de estruturas simples para o setor administrativo.

A gestão financeira deve incluir pessoal suficiente para controlar as atividades de fluxo de caixa, contas a pagar, cadastro e contas a receber.

Contabilidade e departamento de pessoal

As atividades relacionadas com a contabilidade, área fiscal e trabalhista podem ser terceirizadas e executadas por um escritório de contabilidade competente, capaz de se tornar um parceiro importante para a empresa.

Compras e vendas

As atividades de compras e relacionamento com parceiros e fornecedores geralmente são desenvolvidas pelo próprio empresário.

As atividades de vendas para varejistas podem ser desenvolvidas por vendedores e por representantes comerciais competentes e especializados no setor.

sebrae_abada-14 

Proximidade de fornecedores e clientes

A escolha de um local para instalar a empresa deve levar em consideração alguns aspectos importantes como uma localização próxima dos seus principais fornecedores e, principalmente, dos clientes potenciais. O ideal é que a empresa esteja o mais próxima possível das cidades onde são realizadas grandes festas e eventos de grande demanda popular com ingresso pago.

Também é importante que o local disponha de transporte público para o seu pessoal. Caso contrário, a empresa terá de resolver problemas com a perda de tempo nas compras emergenciais de materiais e de mobilidade, pontualidade e frequência do pessoal.

Restrições urbanísticas

O empresário deve consultar a prefeitura local antes de resolver se instalar em um centro urbano e área residencial. Problemas relacionados com restrições urbanísticas do plano diretor da cidade, assim como a localização do seu distrito industrial, barulho das máquinas prejudicando a vizinhança, poluição do meio ambiente e outros, poderão impedir a empresa de conseguir a licença de funcionamento.

Aluguel e outras despesas

A regularidade da documentação do imóvel deve ser verificada pela empresa antes da assinatura do contrato, evitando problemas futuros com a prefeitura.

A duração do contrato de aluguel é outro aspecto a ser valorizado para que a empresa não seja obrigada a devolver o imóvel no momento em que os negócios estiverem prosperando.

Capacidade de pagamento

O empresário deve estar atento também à capacidade de pagamento da empresa com relação ao valor do aluguel ou da prestação do financiamento do imóvel.

Nos primeiros meses de atividade, é muito comum que as receitas geradas pelo negócio não sejam suficientes para cobrir todos os custos. Dessa forma, deve ficar atento à necessidade de capital de giro.

sebrae_abada-15

O processo industrial para produção de abadás e camisas de malha é bastante simples e se caracteriza por etapas bem distintas como o enfesto da malha, o corte das peças, a estampagem das imagens iconográficas, a costura, a limpeza das peças para melhor acabamento e a passadoria.

Os principais problemas da produção estão relacionados à criação e desenvolvimento de produtos, o que requer um maior conhecimento das tendências sobre modelos e motivos que podem ser utilizados para diferenciação dos produtos.

O Sebrae disponibiliza, em seu site, o manual Gestão do Processo Produtivo – Têxtil e Confecções que explica detalhadamente todas as etapas na produção de confecções e produtos similares.

A fabricação de abadás e de outros tipos de camisas de malha estampadas com motivos iconográficos requer alguns equipamentos específicos em cada fase do seu processo produtivo, entre os quais devem ser destacados:

  • •Mesa para enfesto da malha e corte das peças;
  • •Mesa para preparação da costura;
  • •Máquina de corte;
  • •Mesa para limpeza das peças;
  • •Mesa para passadoria;
  • •Máquina e matérias para o processo de estampagem pelo processo de serigrafia ou máquinas especiais para colagem de estampas pré-fabricadas;
  • •Máquinas de costura e de acabamento nas peças;
  • •Máquinas bordadeiras caso se façam necessárias para o tipo de produto a ser fabricado. A operação de bordado poderá ser terceirizada, dispensando o investimento neste tipo de equipamento. 

Outras máquinas e equipamentos também se farão necessárias no processo industrial, tais como:

  • Computadores para pesquisas sobre produtos, tendências de moda, tendências de mercado e estampas com motivos locais;
  • Softwares especiais para planejamento do processo de modelagem e corte.

Os serviços a seguir poderão ser terceirizados:

  • Transporte para apoio à logística de compra de materiais e de entrega de produtos;
  • Pesquisa e criação de estampas iconográficas para as camisas;
  • Corte, costura das peças, bordados, estamparia, lavandaria, tinturaria e outros.

Utensílios e ferramentas diversas também podem ser exigidos no processo industrial, como tesouras, caixas, cestos, facas, entre outros.

A infraestrutura da empresa deve ainda contar com móveis e utensílios para escritório, equipamentos de informática e comunicação, bem como equipamentos de segurança.

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são essenciais para que os funcionários envolvidos no processo produtivo ou que tenham acesso à área de produção estejam seguros. Nessa categoria, se incluem luvas, máscaras faciais com filtragem apropriada, óculos de proteção, protetores auriculares, calçados especiais entre outros exigidos pelo ambiente e pelo risco do processo.

sebrae_abada-16

O mercado exige produtos de qualidade e preços competitivos. E isso exige da empresa maior atenção para a necessidade de modernização e automação do seu processo industrial, principalmente se isso contribuir diretamente para a redução dos custos de produção e para formação de preços competitivos, fator essencial no enfrentamento da concorrência. Mas o empreendedor deve analisar com bastante cuidado a relação custo-benefício e sua capacidade de investimento antes de se decidir entre as diversas opções de máquinas, equipamentos e softwares existentes no mercado.

Os empresários do setor já adotam uma prática muito positiva de visitarem feiras e exposições de máquinas e materiais para a indústria de confecções, tomando conhecimento das novidades e principais inovações surgidas. Também intensificam as suas relações de negócios com fornecedores de equipamentos no sentido de se atualizarem com relação à tecnologia industrial já disponível no país e no exterior.

Os pequenos empresários devem realizar levantamentos e pesquisas para avaliar melhor o nível tecnológico das empresas que já atuam no setor. Processos automatizados aumentam a capacidade produtiva, o nível de padronização dos produtos e, em geral, demandam menos mão de obra, reduzindo os custos de produção. Mas, por outro lado, exigem investimentos mais elevados que podem comprometer a viabilidade e a rentabilidade do investimento.

sebrae_abada-17

Uma das principais dificuldades das indústrias que atuam nesse segmento é a contratação de mão de obra capacitada.

A manutenção de uma equipe capacitada, motivada e comprometida com a qualidade e com os resultados é uma estratégia muito importante, pois irá garantir maior produtividade para a empresa e efetividade nos padrões adotados. Para isso, a empresa deverá oferecer condições satisfatórias de remuneração e benefícios e, se possível, uma remuneração indireta baseada em melhores padrões de desempenho e resultados.

A concorrência é grande na contratação de costureiras, de operadores de máquinas, dos profissionais que realizamos trabalhos especiais de acabamento e de especialistas no processo de serigrafia.

Todo o pessoal treinado e direcionado ao mercado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e outras instituições de formação de mão de obra para essa área é rapidamente absorvido pelas indústrias.

Os Pequenos Negócios em fase de crescimento já mantêm programas de formação de mão de obra em suas próprias instalações.

Equipe de vendas & Comunicação direta com os clientes

As empresas devem dar maior atenção ao seu quadro de vendas, seja formando uma equipe própria ou buscando representantes comerciais especializados no setor. É por meio desse pessoal que a empresa irá manter o seu relacionamento e o contato permanente com os clientes potenciais, ou seja, as bandas carnavalescas e os promotores de festas.

sebrae_abada-18

As parcerias são muito importantes para redução dos custos operacionais, em um setor em que coabitam tantos Pequenos Negócios. Por isso, as iniciativas de ação coletiva são recomendadas para qualquer pequeno empreendedor. As razões para essas parcerias podem ser justificadas não somente pelos objetivos para redução dos custos, mas também para se obter maior especialização técnica, diminuir os riscos de produção, aumentar da competitividade empresarial ou mesmo para um esforço maior de acesso a novos mercados.

Os custos são os valores gastos com a fabricação dos produtos e o conhecimento mais profundo dessa variável é muito importante para que o empreendedor tenha subsídios para a tomada de decisão e para o conhecimento do lucro resultante das operações da empresa.

Deve ser destacado que a gestão dos custos é uma forma eficiente de obter produtividade e reduzir os riscos da atividade produtiva. Os custos com tecidos e aviamentos, mão de obra e manutenção dos equipamentos são os fatores que mais consomem os recursos das empresas desse ramo de atividade.

Existem ainda as despesas referentes à comercialização e à administração das atividades empresariais.

Na atividade de produção pode-se destacar o custo direto com matéria- prima e outros insumos consumidos no processo, manutenção, depreciação de maquinário e instalações, entre outros. Com relação aos custos indiretos, deve-se atentar para o valor do aluguel, consumo de água e luz, além dos salários, honorários profissionais, despesas comerciais entre outros.

A redução dos custos de produção e o rígido controle das despesas são fatores estratégicos para manter a lucratividade e competitividade do empreendimento.

sebrae_abada-19

Capital de giro são os recursos financeiros, próprios ou de terceiros, necessários para manter as atividades operacionais da empresa.

A gestão do capital de giro é que vai determinar a capacidade de saldar os compromissos de curto prazo, como compras de matérias-primas, pagamento de fornecedores, processo produtivo, estoques, comissões de vendas, pagamento de salários, impostos e demais encargos.

Alguns fatores podem contribuem para a redução da necessidade de capital de giro das empresas que atuam nesse segmento. Entre eles, podemos destacar a obtenção de prazos maiores para pagamento de fornecedores, a redução dos prazos de pagamento concedido aos clientes e a redução dos níveis de estoque.

A necessidade de recursos para capital de giro pode ser satisfeita por recursos próprios ou de terceiros. Os Pequenos Negócios brasileiros vêm preferindo trabalhar com recursos próprios, conforme pesquisas realizadas recentemente, apesar de as instituições financeiras oferecerem uma extensa variedade de produtos financeiros com taxas e prazos diferenciados. As razões para isso podem estar no fato de não terem situação cadastral regularizada, não disporem de balanços auditados, não estarem dispostos a pagar os juros elevados praticados em nosso mercado financeiro ou por outras razões que contribuem para que não consigam aprovação dos seus pleitos de financiamentos.

É importante que o empreendedor tenha conhecimento dos custos dessas operações para que esteja apto a negociar e obter melhores condições no financiamento. Para isso, é importante pesquisar junto às diversas instituições financeiras públicas e privadas, promovendo visitas constantes e consultar os balcões de atendimento do Sebrae da região.

sebrae_abada-20

Com o fortalecimento das instituições que compõem o sistema financeiro nacional, cada vez mais se apresentam aos seus usuários um portfólio de produtos e serviços financeiros que atendam suas demandas, seja nas áreas de gestão financeira, de gestão de pessoas, de contas a receber, de contas a pagar e de acesso ao crédito.

Ao empresário é importante perceber que o simples fato de contratar um serviço de pagamento eletrônico de salários ou de cobrança bancária, por exemplo, fortalece o relacionamento entre a empresa e a instituição financeira, e amplia suas possibilidades de acesso a serviços financeiros de maior complexidade, como por exemplo, as linhas de empréstimos e financiamentos.

Além disso, no que tange ao acesso ao crédito, será exigido do empresário, maturidade na gestão das finanças empresariais e, para isso, faz-se necessário a realização de planejamento financeiro e o conhecimento da capacidade de pagamento da empresa.

As fontes de recursos disponibilizadas pelas instituições financeiras têm origem em recursos livres – aqueles captados pelos bancos junto ao mercado financeiro, como por exemplo, a maioria das linhas de capital de giro disponibilizadas pelos bancos – e em recursos direcionados – aqueles provenientes de programas de governo, como por exemplo, as linhas de investimentos do BNDES, repassadas pela maioria das instituições financeiras.

Dessa forma, é importante que o empresário identifique primeiramente a origem dos recursos da linha de crédito que irá acessar, pois isso irá afetar diretamente as taxas de juros praticadas, as condições de pagamento, os procedimentos para acesso e a disponibilidade dos recursos.

Além disso, é importante perceber que linhas de crédito com recursos direcionados, normalmente, possuem as mesmas condições de financiamento independente do banco que a disponibiliza, ao passo que as linhas de crédito com recursos livres são produtos concorrenciais entre os bancos, o que exigirá do empresário a pesquisa antes da decisão.

No que tange aos recursos direcionados, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, é o principal provedor de linhas de crédito do país, seja de forma direta com a instituição, ou pela sua rede de bancos credenciados. Para a decisão do empresário, o BNDES disponibiliza uma ferramenta online e gratuita que permite identificar dentre as opções de financiamento ofertadas, aquelas que melhor atendam ao seu perfil e às suas necessidades. O Mais BNDES é um guia de orientação do apoio financeiro do BNDES

sebrae_abada-02

Nessa mesma natureza de recursos, os Fundos Constitucionais de Financiamento também são importantes instrumentos de desenvolvimento para as regiões Centro Oeste, Nordeste e Norte. Os recursos são disponibilizados pelos bancos administradores, com taxas e condições que variam de acordo com o porte do empreendedor e, para o atendimento de produtores rurais, firmas individuais, pessoas jurídicas, associações e cooperativas de produção, que desenvolvam atividades nos setores agropecuário, mineral, industrial, agroindustrial, turístico, infraestrutura, comercial e de serviços. Para saber mais sobre os fundos constitucionais, acesse:

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste – FCO

Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste – FNE

Fundo Constitucional de Financiamento do Norte – FNO:

Em relação às linhas com bases em recursos livres, existem várias opções nos bancos. A informação pode ser acessada na página dos bancos, que possuem ambientes direcionados para os pequenos negócios. Em função da diversificação de linhas, de taxas e prazos, é importante que o empresário pesquise e compare os bancos que atuam na sua região, mas também identifique aqueles que possuem alternativas de crédito sem o contato presencial, pois eles podem ter condições mais vantajosas.

Algumas dicas importantes:

  • Os bancos são fornecedores de serviços financeiros, portanto, encare-o como um outro fornecedor do seu negócio: negocie!
  • Um empréstimo deve ser aplicado na finalidade para o qual foi obtido. Empréstimo de curto prazo (capital de giro) deve ser usado naquilo que gera resultado no curto prazo;
  • Crédito não deve ser usado para cobrir descontrole financeiro, ele é necessário para a empresa crescer, se fortalecer. Lembre que crédito não cria oportunidades, mas pode viabilizá-las;
  • Avalie as alternativas apresentadas pelo banco e veja se será possível pagar o empréstimo, afinal ele é uma dívida que será assumida pela sua empresa;
  • Não seja impulsivo na decisão, deixando se levar pelas linhas de acesso mais fácil, como por exemplo, cheque especial e antecipação de recebíveis. Acessá-las em casos de pagamentos antecipados que lhe dão descontos maiores dos que os custos da linha pode ser uma boa alternativa;
  • Veja se os seus recebíveis, especialmente os de cartões de crédito, podem ser utilizados para garantir o acesso a linhas de capital de giro. Normalmente essa opção é mais barata do que a simples antecipação. 

sebrae_abada-21

O acesso cada vez mais facilitado a informações, tanto dentro quanto fora das empresas, tem possibilitado uma administração mais criteriosa e apurada por parte dos Pequenos Negócios. No entanto, o que pode ser observado é que grande parte dessas empresas continua mantendo uma visão imediatista e centralizadora nas questões relativas à gestão financeira. Os reflexos desse comportamento são a inadimplência e a elevação dos custos operacionais.

Os controles financeiros, quando praticados de forma eficiente, disponibilizam aos gestores informações necessárias ao planejamento e a tomada de decisão.

Um bom orçamento de caixa considera previsões de vendas, compras, despesas e investimentos para períodos futuros. O principal ponto do orçamento de caixa é a previsão das vendas. Essas projeções são realizadas a partir da análise de informações referentes ao histórico de períodos anteriores, projeções de crescimento da economia, expectativa de investimentos, objetivos e metas estratégicos, capacidade produtiva da empresa e sazonalidade.

A partir das previsões de vendas, estimam-se os custos e as despesas variáveis (que variam proporcionalmente ao volume de vendas) como impostos e comissões e os pagamentos aos fornecedores de matérias-primas. É importante que o empreendedor esteja atento aos prazos de pagamento e recebimento e para lançar as entradas e saídas de caixa no período correto. Também é importante estar atento às despesas fixas como telefone, energia, aluguel, água, funcionários, encargos etc.

Essa visão do futuro auxilia o processo de tomada de decisão por oferecer informações sobre a geração de caixa da atividade, proporcionando reflexões sobre a viabilidade de investimentos e possíveis descompassos entre entradas e saídas de caixa.

sebrae_abada-22

Oportunidades de mercado

Os megaeventos esportivos programados para o nosso país são excelentes oportunidades para se criar um novo negócio ou para expandir a produção e venda em negócios já existentes a partir da produção de novos itens com demanda assegurada.

As estimativas de demanda para abadás e outros tipos de camisas de malha com identidade própria são diretamente proporcionais ao número de turistas e viajantes que circularão em nosso país nos próximos anos e ao grande número de festividades que serão realizadas em todo o país.

sebrae_abada-03

Diferenciação e competitividade

Abadás e camisas de malha com identidade local têm demanda assegurada durante todo o ano, inclusive fora do mercado turístico, e essa é uma das principais razões para acompanhamento do calendário de festas e eventos da sua área de atuação.

Custo e competência gerencial

A necessidade de reduzir custos ou de mantê-los em níveis baixos é mais prioritária para os Pequenos Negócios do que para as grandes empresas, por conta das fortes limitações materiais que as levam a ter custos unitários maiores. Sempre ameaçada pela possibilidade de não ter preço para vender, os Pequenos Negócios devem aumentar a sua competência na gestão de custos.

A adoção de métodos modernos de gestão é muito importante para os Pequenos Negócios. O Sebrae e outras instituições brasileiras mantêm amplos programas relacionados a essa temática. O desenvolvimento organizacional com a criação e manutenção de rotinas e sistemas de trabalho permitem um crescimento mais rápido para um novo empreendimento.

Associativismo e Parcerias

Parcerias são muito importantes em um setor em que coabitam tantos Pequenas Negócios. Iniciativas coletivas para aumento da competitividade empresarial são recomendadas para qualquer pequeno empreendedor com o objetivo de reduzir os custos, obter maior especialização técnica e diminuir os riscos de produção.

sebrae_abada-23

Abertura da empresa

Para a abertura da empresa é necessário obter o registros juntos à Junta Comercial, Secretária da Receita Federal, Secretária da Fazenda, Prefeitura do Município e ao Sindicato Patronal.

Também é necessário cadastrar-se junto à Caixa Econômica Federal, no sistema Conectividade Social (INSS/FGTS).

Deve-se também obter autorização do Corpo de Bombeiros.

A prefeitura deve ser consultada para obtenção de informações sobre o Alvará de Funcionamento e Localização, Alvará de Licença Sanitária e Certidão de Uso do Solo.

Produtos e serviços

Especificamente, o fabricante também deve ter registro de produtor e do produto.

O empreendedor deve estar atento, ainda, ao Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/1990) e às suas especificações.

Tributação

Com respeito à tributação, a atividade de fabricação de confecções permite que a empresa seja optante do Simples Nacional (Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições Devidos pelas microempresas e empresas de pequeno porte).

Contudo, após aprovação da Medida Provisória nº 1.990-29/2000, as empresas do segmento devem optar entre o sistema de recolhimento por Lucro Presumido ou Lucro Real, com incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

O empreendedor deve observar as exigências da legislação ambiental, principalmente no que se refere aos resíduos de lavandaria. A empresa também deve desenvolver estratégias para dar tratamento adequado aos resíduos oriundos de seu processo produtivo.

Política Nacional de Resíduos Sólidos

A Lei nº 12.305/2010, de 02/08/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (lixo), é um marco regulatório que representa uma revolução em termo ambientais no Brasil. Ela faz a distinção entre resíduo (lixo que pode ser reaproveitado ou reciclado) e rejeito (o que não é passível de reaproveitamento).

Normas técnicas

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e Sebrae firmaram convênio que possibilita a aquisição de normas técnicas brasileiras desenvolvidas pelo setor de confecções, focadas no produto e processo, que permitirão às empresas inovarem e se tornarem mais competitivas.

Boletim Medidas Legais 65

A publicação apresenta uma síntese das medidas legais publicadas no período de 13/12 a 22/12/2010 e que influenciam diversos setores da indústria brasileira.

sebrae_abada-24

O Sebrae disponibiliza, em seu site, vasto material para orientar o seu planejamento inicial e a elaboração de um plano de negócios. Entre outros, podem ser destacados:

  • Gestão do Processo Produtivo – Têxtil e Confecções;
  • Gestão e Técnicas de Produção;
  • Logística;
  • Eficiência Energética nas Micro, Pequenas e Médias Empresas;
  • Dolho na Qualidade;
  • Como Vender Mais e Melhor – Módulo 1, 2 e 3;
  • Controles Financeiros;
  • Análise e Planejamento Financeiro;
  • Formação de Preços;
  • Gestão de Pessoas;
  • Empretec;
  • Click Marketing;
  • Central de Oportunidades;
  • Rede Comércio Brasil;
  • Rodadas de Negócios.

Aprender a Empreender – Têxtil e Confecção

A série Novelas Empreendedoras da TV Sebrae desenvolveu 10 capítulos que mostram os caminhos do sucesso no ramo de confecções. Deve ser vista por todo empreendedor que pretende investir no mercado de confecções.

sebrae_abada-25

O setor de produtos carnavalesco e de festas é bastante diversificado. Daí o intenso calendário de eventos existentes nas principais cidades do país, principalmente os 65 destinos indutores do turismo e as cidades-sedes da Copa FIFA 2014 e Olimpíadas Rio 2016.

O empresário deve procurar o órgão de turismo de sua cidade e se informar sobre as principais festas e eventos programados a serem realizados durante o período o período da Copa do Mundo da FIFA 2014 e das Olimpíadas Rio 2016.

sebrae_abada-26

BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Inmetro – Instituto Nacional de Metrologia, Normatização e Qualidade Industrial

Ministério do Turismo

Sebrae – Central de Oportunidades

Sebrae – Comércio-Eletronico

Sebrae – Biblioteca

Sebre – Divulgação

Sebrae – Estudos de Mercado

Sebrae – Informações de Acesso a Mercados em Geral – 01

Sebrae – Informações de Acesso a Mercados em Geral – 02

Sebrae – Informações de Acesso a Mercados em Geral – 03

SBRT – Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas

sebrae_abada-27

ALTA ESTAÇÃO TURÍSTICA- períodos do ano em que há maior visitação de turistas em uma cidade ou região por conta de eventos ou outras atrações. A Copa FIFA 2014 e as Olímpiadas Rio 2016 contribuirão para a formação de uma alta estação turística, gerando demanda de diversos produtos e serviços.

ASSOCIATIVISMO– esforço de parceria entre empresas do mesmo setor para obtenção e melhor aproveitamento dos recursos financeiros, materiais, informacionais e humanos, visando evitar a concorrência predatória e o sucesso do empreendimento.

BARREIRAS- dificuldades para abertura de um novo negócio – podem ser de natureza legal, tecnológica, financeira ou de outra natureza.

CAD (Computer Aided Design)- são equipamentos utilizados para criar modelos de produtos a partir de informações estruturais digitalizadas, possibilitando maior precisão na alteração e criação de novos modelos.

CIDADES-SEDE DOS EVENTOS DA FIFA- cidades escolhidas para sediar os jogos da Copa do Mundo FIFA 2014.

CUSTOS- a mais importante função na gestão de uma indústria pois é condição fundamental para se obter níveis de preços mais competitivos em mercados concorridos.

DEMANDA- é o nível de procura pelos produtos oferecidos que variam em função de alguns aspectos como estações do ano. A Copa FIFA deverá contribuir para aumentar a demanda de muitos produtos.

DESIGN- atividade de criação e adequação de modelos de produtos.

DESIGNER- profissional que tem a função de idealizar e criar os produtos e adequar o seu processo de produção, adaptando a sua concepção às condições e características do processo produtivo, inclusive no que tange a custos.

DESTINOS INDUTORES DO TURISMO NO BRASIL- são as 65 cidades ou localidades que mais atraem turistas e visitantes em nosso país e que deverão ser muito beneficiadas pelo aumento do fluxo de pessoas que virão assistir os megaeventos esportivos que serão realizados nos próximos anos.

ECOFRIENDLY- tendência mundial de fabricar produtos com materiais que não agridam o meio ambiente.

PLANO DE NEGÓCIOS- documento que define a situação da empresa e de suas metas de vendas e lucratividade, partindo de um conhecimento mais detalhado do potencial de mercado, capacidade de produção e recursos disponíveis, estabelecendo as ações necessárias e o posicionamento mais adequado na sua comunicação e no seu relacionamento com fornecedores, parceiros representantes comerciais, revendedores varejistas e clientes diretos.

RISCO- fator inerente a qualquer negócio, que pode dar certo ou não, dependendo das oportunidades de mercado e da competência gerencial do empresário. Um plano de negócios reduz o risco de um novo empreendimento.

REDES SOCIAIS- ferramentais da internet que permite a intercomunicação direta entre pessoas ou grupos que têm o mesmo interesse, sendo muito utilizadas para todos os objetivos.

TURISMO- define as atividades de viagens e visitação a lugares diversos com os mais diversos objetivos, desde tratamento de saúde, negócios, cultura até atividades esportivas e de lazer. É um dos setores mais importantes da economia mundial, responsável por mais de 100 milhões de empregos e um impacto direto de mais de US$ 2 trilhões na economia mundial em 2012.

TURISTA- é quem viaja, com algum objetivo específico.

TURISMO DOMÉSTICO- é conjunto de viagens feitas pelos brasileiros em seu próprio país.

sebrae_abada-28

BRASIL, Ministério do Turismo.Índice de Competitividade do Turismo Nacional – 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional.

BIZZOTTO, Carlos Eduardo Negrão.Plano de Negócios para Empreendimentos Inovadores. São Paulo: Atlas.

SOUZA, Eda Castro Lucas de.Empreendedorismo Além do Plano de Negócio. São Paulo: Atlas.

SEBRAE.Manual Comece Certo. Sebrae/SP. Disponível em: .

SEBRAE.Gestão do Processo Produtivo – Têxteis E Confecções. Disponível em:

sebrae_abada-29

 
 

I – DOCUMENTAÇÃO GERAL  

 

REQUISITOS PARA A CONTRATAÇÃO 

NATUREZA DA OPORTUNIDADE GERADA AO ATENDER O REQUISITO

Contrato social e suas alterações, registrados na Junta Comercial    Oportunidade de Negócio: O item é necessário para a consolidação imediata de contratos e vendas. Sua inexistência impede o aproveitamento da oportunidade
 CNPJ
Inscrição Municipal
Inscrição Estadual
Alvará de Funcionamento
Alvará do Corpo de Bombeiros
Nota Fiscal
Nota Fiscal Eletrônica[1]
Comprovação de opção pelo Simples Nacional (apenas para optantes)
IRPJ
Produtos com etiquetas e informações sobre consumo em conformidade com as normas técnicas 
 

REQUISITOS QUE FAZEM DIFERENÇA NA HORA DA CONTRATAÇÃO

NATUREZA DA OPORTUNIDADE GERADA AO ATENDER O REQUISITO

Inexistência de restrições junto ao Serasa  Oportunidade de Negócio: O item é necessário para a consolidação imediata de contratos e vendas. Sua inexistência impede o aproveitamento da oportunidade
Evidências de que possui mecanismos de controle de qualidade e de gestão de seus processos (planilhas e registros)
Código de Defesa do Consumidor disponível (Lei nº 12.291/2.010)

 

[1] Em algumas localidades em que a nota fiscal eletrônica não é obrigatória, este requisito torna-se classificatório.

sebrae_abada-30

© 2012 – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae
Todos os direitos reservados.
A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º 9.610).

Informações e contatos
Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae
SGAS Quadra 605 – Conjunto A – Brasília/DF – 70200–904
Fone: (61) 3348 7100 – Fax: (61) 3347 4120
www.sebrae.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional
Roberto Simões

Diretoria Executiva do Sebrae
Diretor–Presidente
Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho

Diretor–Técnico
Carlos Alberto dos Santos

Diretor de Administração e Finanças
José Claudio dos Santos

Gerente da Unidade de Acesso a Mercados e Serviços Financeiros
Paulo Alvim

Equipe da Coordenação Nacional do Programa Sebrae 2014
Dival Schmidt Filho
Ivan Lemos Tonet
Rafael Gonçalves de Castro
Joelisson Oliveira

Elaboração de Conteúdo
Bento R. P. de Albuquerque

Consultoria Técnica e Revisão Metodológica
Silvio Oliveira Filho

Revisão Gramatical
Liberdade de Expressão

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...