HomeSublimaçãoComo fazer alterações básicas no molde
alteracoes+basicas+modelagemOs moldes quando são desenvolvidos destinam-se a uma infinidade de pessoas, com os mais diferentes tipos de corpos. A roupa produzida a partir desta modelagem pode ficar mais apertada em uma área do corpo e folgada em outra. Para ter a certeza de que a peça irá ter um bom caimento, é necessário comparar as dimensões do molde com as proporções corpóreas e fazer as alterações necessárias na modelagem.

O primeiro passo é conhecer a silhueta da modelo e as demais dimensões do corpo da pessoa que irá vestir a peça. Depois, seve-se analisar os pontos divergentes entre a modelagem e as dimensões corpóreas e destacá-las. Uma vez identificadas as diferenças é possível fazer as alterações básicas no molde para atingir uma peça com excelente caimento.

Para auxiliá-lo a fazer as alterações básicas no molde iremos dividir o tema em diferentes posts. As informações dos textos são retiradas do livro “A Bíblia da Costura” e vão abordar diferentes aspectos sobre como fazer alterações básicas nos moldes: como modificar a largura e o comprimento.

 

Use a medida do quadril como base para fazer ajustes na modelagem de calças/ Reprodução

Antes de começar a fazer as alterações no molde é necessário entender que a escolha da modelagem vai determinar as ações de mudança, por isso, opte por moldes que tenham medidas de busto e quadril parecidas com as da pessoa que irá usar a pela. Essas medidas são referencia por representarem, geralmente, as maiores circunferências do corpo e, logo, as outras partes do corpo tendem a terem proporções menores.

Porém, existem situações que esta regra não se aplica. Por exemplo, se a pessoa possuir um busto muito avantajado em relação ao porte físico, recomenda-se usar um molde do tamanho do corpo inteiro e alargar apenas a área do busto.

Cuidado! Dependendo da quantidade e do tamanho dos ajustes pode ser que a modelagem final não se assemelhe a escolhida inicialmente. Para evitar este tipo de problema, evite fazer alterações de grandes proporções no molde base, caso isso seja necessário pode dignificar que talvez o molde escolhido não tenha sido o mais apropriado. O livro “A Bíblia da Costura” aponta que, geralmente, quando se escolhe o modelo apropriado ao tipo físico do manequim será necessário fazer poucas alterações na modelagem.

Agora chegou a hora de começar a fazer as modificações do molde. Depois de identificar as diferenças de medidas entre o corpo do modelo e da modelagem, chegou o momento de fazer as modificações básicas no molde.

Para que as alterações sejam precisas, são necessários realizar alguns procedimento a fim de facilitar o trabalho. Primeiro, alise as peças da modelagem com um ferro quente e seco. Isso irá tornar este processo mais simples. Esse procedimento pode ser repetido caso o molde se enrole no momento de cortar o tecido.

Para ampliar a modelagem, prenda a parte que será acrescentada na peça, confira se o tamanho está adequado com o uso de uma fita métrica ou uma régua e fixe-a com uma fita adesiva. Já no caso de reduções usando pregas, estas deverão corresponder à metade da medida da alteração desejada. É importante ressaltar que o total eliminado de uma prega corresponde sempre a dobra da sua largura.

Importante! Caso uma alteração interromper uma linha de corte ou de pontos, trace uma nova linha guia no molde, terminando na linha original, para que a mudança não fique evidente na roupa confeccionada. Quando necessitar fazer diferentes modificações o ideal é iniciar pelas medidas relacionadas com o comprimento, pois garantirá a localização correta das alterações feitas na largura.
As alterações no comprimento da modelagem deve seguir esta ordem: acima da cintura, abaixo da cintura ou na altura total e, por último, nas mangas.

Após fazer as mudanças no comprimento, pode-se prosseguir com as alterações na largura. Esse ajuste deve seguir a seguinte ordem: primeiro no busto, depois na cintura e, por fim, no quadril. Alterações específicas que sejam necessárias poderão ser feitas apenas após as alterações básicas no comprimento e largura.

Na hora de mexer no comprimento do molde são necessários alguns cuidados:

A) Para alterações no comprimento ao longo do corpo do molde utilize a linha com a indicação “aumente ou reduza aqui” e aumente ou reduza o comprimento. No caso das mudanças serem significativas em saias ou calças, é possível distribuir as alterações pela linha referida e pela extremidade inferior, como mostra a figura.

Reprodução

B) A trama e a “linha da dobra” devem permanecer em linha reta mesmo depois de qualquer alteração. Aponte a marca da trama no molde original e mantenha-a na peça alterada. Para traçar uma nova “linha da dobra”, posicione uma régua entre a inserção da linha de costura e a da dobra na parte superior e na inferior da peça e trace uma nova linha.
Na hora de mexer na largura do molde são necessários alguns cuidados:

A) Para alterações na largura, pode-se ampliar ou reduzir até cinco centímetros nas costuras. Divida a alteração desejada pelo número de costuras, aumentando ou diminuindo o valor obtido em cada uma delas. Se precisar modificar mais de cinco centímetros, utilize a técnica “cortar e afastar” mostrada na figura para aumentar ou reduzir onde for necessário.

Reprodução

B) Cuidado com a reação em cadeia de uma modificação. É bastante frequente que uma mudança resulte na alteração de um outro ponto na modelagem. As vezes será necessário modificar as peças que serão unidas à primeira pela alterada para que as costuras coincidam, principalmente na cava. Caso seja necessário aumentar na costura lateral do corpo, aumente também na costura da manga.
No próximo post, abordaremos as principais alterações no comprimento dos moldes.

Fonte: Livro A Bíblia da Costura e Blog Audaces

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...